qua, 19/02/14 – 14:00 | Não Comentado

VIPI BLOCK® ZIRCONN é um bloco cerâmico pré-sinterizado biocompatível, composto de zircônia estabilizada com ítria, ZrO2 (3%Y2O3), para aplicação odontológica. VIPI BLOCK® ZIRCONN é desenvolvido utilizando as melhores matérias-primas disponíveis no mundo, e sob-rigoroso controle de …

Leia na integra »
Artigos

Artigos enviados pelos consumidores dos produtos da Vipi Produtos Odontológicos.

Download

Download de Vipi News, material técnico entre outros arquivos.

Imprensa

Download de logotipos, fotos dos produtos, etc.

Lançamentos

Lançamentos da Vipi Produtos Odontológicos

Notícias Vipi

Fique antenado com o que acontece no mundo.

Home » Blog do Ari

A história da escova de dentes

por on segunda-feira, 2 maio 2011Não Comentado

Quem diria que até o começo do século 20 não existia um instrumento específico para limpar os dentes?

Saiba como os humanos cuidavam da boca antes dessa invenção e como ela evoluiu até ficar como a conhecemos hoje. Escovar os dentes é um habito tão corriqueiro que fica difícil imaginar nossa rotina sem ele. Os especialistas recomendam que a escovação seja feita pelo menos três vezes ao dia, especialmente logo após as refeições.

Mas e quando as escovas não existiam? O que era feito para higienizar os dentes depois de comer? Segundo o Nacional Museum of Dentristy (Museu Nacional de Odontologia), de Baltimore, nos Estados Unidos, os cuidados dos homens com a saúde bucal começaram ainda na pré-história.

“Escavações arqueológicas encontraram lascas de ossos e ossos finos e longos de peixe em área que não eram covas, o que sugere que o homem pré-histórico já tinha uma preocupação em retirar restos de alimentos presos nos dentes”, diz o curador do museu, Scoot Swank.

Arqueólogos descobriram também que pequenos galhos com a ponta desgastada eram usados pelos homens na Babilônia para limpar os dentes e os gregos e romanos usavam um pó abrasivo com o mesmo objetivo.“Eles faziam uma mistura de conchas pulverizadas, pedra pomes e muitas outras coisas para fazer a higienização”, diz Scoot.

Foi somente no inicio do século 20 que dentistas começaram a criar instrumentos que pudessem cumprir essa função. As primeiras tentativas foram feitas com borracha e formatos variados. Em 1935, com o surgimento no náilon, o produto ficou mais durável e passou a ser produzido em escala industrial.  Ao mesmo tempo, a preocupação com a higiene bucal aumentou muito, especialmente depois do surgimento da televisão e do cinema. “Todos queriam ter um sorriso de Hollywood e isso ajudou muito”, diz.  Hoje em dia, quase um século depois, escovas de diferentes tamanhos e formatos – algumas até com motor – estão sempre disponíveis nas prateleiras. É só escolher.

Be Sociable, Share!

Postar um novo comentário!

Adicione seu comentário abaixo, ou link de seu próprio site. Você pode também assinar estes comentários via RSS.

Seja simpático. Mantenha-o limpo. Permaneça no tópico. Não faça spam!